logo site

Educação

 Governo anuncia retorno gradual das aulas e medida é duramente criticada pelos pais

O plano de retomada das aulas da rede pública e privada (do ensino infantil ao médio), anunciado para o dia 8 de setembro, com 35% da capacidade física de acordo com cada escola, teve grande repercussão e foi duramente criticado. Os pais, em sua maioria, de crianças até quatro anos, já declararam que não vão mandar seus filhos para a escola este ano devido a pandemia do novo coronavírus. 

 
A principal justificativa é a saúde dos pequenos, já que é praticamente impossível que crianças desta idade mantenham à distância do coleguinha, não coloque aos mãos nos olhos e boca, por exemplo. Há ainda a dificuldade que as crianças e até adolescentes enfrentam para ficarem com a máscara por um longo período. 
 
"Meu filho pode perder o ano letivo, mas não mando mais ele está ano para a escola", afirmou Suzi Antônio. "Assino o que for, enquanto não tiver vacina meus filhos não vão para a escola. Prezo pela saúde deles e na escola não há garantia nenhuma de que eles não ficarão doentes", observou Vitória Souza. 
 
 O anúncio feito pelo governo do Estado de São Paulo nesta quarta, 24 de junho, determina: 
 
- retorno geral das aulas presenciais, em conjunto para todas as cidades, a partir 8 de setembro – pelo plano, nessa data, o estado estará há 28 dias na fase amarela de flexibilização da economia; 
 
- as aulas só serão retomadas se todas as regiões do estado estiverem há 28 dias na fase amarela de flexibilização da economia; 
 
- retomada das aulas presenciais para todas as etapas escolares – creches, educação infantil, ensino fundamental e ensino médio; retorno para redes públicas e privadas; 
 
- no ensino técnico, no profissionalizante e no superior, os alunos formandos poderão ter aulas nos laboratórios para cumprir seus créditos e concluir os cursos – no geral, o ensino superior terá regras específicas e ligadas ao Plano São Paulo;  
 
- três etapas de retomadas das aulas: a 1ª será com 35% dos alunos, a 2ª com 70% e a 3ª e última com 100% dos alunos;  
 
- estudantes que ainda não estiverem indo às escolas deverão continuar assistindo às aulas on-line; protocolos de higiene e distanciamento devem ser cumpridos pelas instituições; 
 
- distanciamento de 1,5 metro entre os estudantes – mas esse distanciamento tem exceções, como nas creches, já que não há como aplicar a medida entre bebês e cuidadores (a orientação para tais casos, entretanto, não foi apresentada pelo governo); 
 
- disponibilização, pelo Governo de SP, de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) aos funcionários das escolas; 
 
- distribuição de máscaras aos estudantes e funcionários – o uso será obrigatório, e o aluno não poderá permanecer na escola se estiver sem máscara; professores pertencentes ao grupo de risco deverão seguir com as atividades de forma remota;  
 
- medição da temperatura dos estudantes na entrada da escola – os pais também deverão medi-la antes de seus filhos saírem de casa, e, caso ela esteja acima de 37,5°, a recomendação é não ir à escola;  
 
- proibição do uso dos bebedouros, que são comuns em escolas – será fornecida uma caneca aos estudantes e todos os profissionais; intervalos e recreios em revezamento de turmas e com horários alternados; 
 
- E horários de entrada e saída organizados para evitar aglomeração – e preferencialmente fora dos horários de pico do transporte público.
 
Texto com informações G1 e foto divulgação educação.gov.br

Alunos de Taboão tem aulas e atividades à distância durante a quarentena

 

A Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia de Taboão da Serra disponibiliza semanalmente atividades para os alunos da Rede Municipal de Ensino na plataforma EducaOnline (educataboao.com.br/educa-online). Para complementar o conteúdo acessado via internet, as escolas municipais distribuirão para os alunos apostilas de apoio, além de 12 livros que fazem parte do Projeto Leitura (antigo Jovens Leitores) e um kit com materiais do programa Mind Lab.

“O desenvolvimento das atividades ajuda a manter os estudantes motivados a continuarem seus estudos durante a quarentena”, explicou o secretário municipal de Educação, Professor João Medeiros.

Os diretores das escolas municipais entrarão em contato com os pais e familiares dos alunos informando sobre a data de recebimento dos materiais. Assim que houver o reinício das aulas presenciais, as atividades desenvolvidas pelos alunos devem ser mostradas aos professores.

Além das atividades do EducaOnline, os alunos das escolas municipais contam com aulas a distância por meio da iniciativa Centro de Mídias SP, do Governo do Estado de São Paulo. As aulas são transmitidas ao vivo e podem ser acompanhadas pela TV Univesp no canal 2.2 da TV aberta, pela TV por assinatura no canal 2.3 ou pelo aplicativo Centro de Mídias SP, que também possibilita aos alunos participarem das transmissões para tirarem dúvidas.

A programação semanal detalhada das aulas está disponível no site centrodemidiasp.educacao.sp.gov.br/programacao.
Confira abaixo a grade horária da Educação Infantil e Anos Iniciais da TV Univesp .

SÉRIE e HORÁRIO
TV Univesp

Creche e Pré-escola 12h00 às 14h00
1º Ano | Anos Iniciais 07h30 às 09h00
2º Ano | Anos Iniciais 09h00 às 10h30
3º Ano | Anos Iniciais 10h30 às 12h00
4º Ano | Anos Iniciais 14h00 às 15h30
5º Ano | Anos Iniciais 15h30 às 17h00

Serviço:
Educa Online: www.educataboao.com.br/educa-online
Centro de Mídias SP: centrodemidiasp.educacao.sp.gov.br

Texto Victor Simões e foto Ricardo Vaz / PMTS

Escola infantil de Taboão ganha três salas e uma quadra



A Escola Municipal Infantil Horácio, no Jardim Roberto vai contar com mais duas novas salas de aula, uma sala para os professores e uma quadra. Além disso, o refeitório e os banheiros terão suas áreas ampliadas. O investimento total da obra é de R$ 554.962,40.

Mais investimentos

Além da ampliação da EMI Horácio, a Prefeitura de Taboão tem realizado outros investimentos na área de Educação. O Jardim Clementino vai receber uma nova escola de educação infantil, com oito salas de aula.

Recentemente a EMEB Asas Brancas, no Jardim Santa Terezinha, ganhou uma creche para atendimento em período integral de crianças que possuem entre quatro meses e dois anos de idade.

“O setor de construção civil continua em atividade, por ser considerado um serviço essencial. Adotamos diversas medidas para proteger a saúde de nossos funcionários desde o início do período de quarentena”, explicou o secretário de Obras, Rogério Balzano.

Com informações Victor Simões e foto Ricardo Vaz / PMTS

 

31 mil alunos começam a receber kit de uniforme escolar em Taboão

Os 31 mil alunos das escolas municipais de Taboão da Serra começaram a receber, na terça-feira, dia 3 de março, os kits de uniformes. As entregas são feitas durante reunião do secretário de Educação, João Medeiros com pais e responsáveis dos alunos. O prefeito Fernando Fernandes também participa em algumas escolas.

 “A qualidade do ensino de Taboão da Serra deu um grande salto nos últimos anos e tenho orgulho de fazer parte desta história e de saber que nossos investimentos contribuem para melhorar a vida e a educação das nossas crianças”, afirmou.

Os kits de uniformes são compostos por três camisetas de manga curta, uma camiseta de manga longa, duas bermudas, uma calça forrada, uma jaqueta forrada, além de três pares de meias e um par de tênis. 

Escolas

Além da EMI Narizinho, já receberam os kits de uniforme na última terça-feira os alunos das EMIs Piteco, Pelezinho, Bidu, Cebolinha, Papa Capim, Saci Pererê, Horácio, Magali, Mônica e Luca. A distribuição dos kits para as demais 62 escolas e creches da rede seguirá ao longo das próximas semanas e os alunos serão avisados pela direção da escola a data de entrega. 

Durante a reunião, o secretário de Educação destacou os inúmeros investimentos que estão sendo feitos, como o uso dos IPADs nas escolas de ensino fundamental e aproveitou para divulgar o novo EducaTaboão. “O site EducaTaboão (www.educataboao.com.br) foi reformulado e está mais interativo. Além de ter acesso à notícias e ao cardápio escolar, todos podem conferir o Currículo Escolar da Educação Infantil e da Educação Fundamental”, disse Prof. João Medeiros.

“O currículo dos nossos alunos foi criado de forma colaborativa, segue as diretrizes da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e leva em consideração as especificidades do atendimento aos alunos da Educação Infantil e do Fundamental”, finalizou. 

Inovação

Os pais dos alunos de Taboão da Serra contam com uma nova ferramenta para acompanhar a vida escolar dos filhos: o Escola Fácil.. Através do aplicativo para smartphone é possível acompanhar as notas e faltas dos filhos, o cardápio escolar e ter ciência de comunicados. O app Escola Fácil está atrelado ao sistema Gestão Fácil, uma plataforma digital utilizada pelos professores como o Diário Escolar, dentre outras ferramentas. O Escola Fácil está disponível para download tanto no Google Play Store, quanto no AppStore.

Kit de material escolar

A Prefeitura informou que os kits de material escolar também serão entregues em breve.

Com informações Vera Sampaio e foto Ricardo Vaz / PMTS

Plataforma EducaOnline oferece atividades educativas gratuitas para alunos de Taboão

Os alunos das escolas municipais de Taboão da Serra contam com uma nova ferramenta para garantir uma rotina de estudos e atividades durante este período de quarentena, em que as aulas estão suspensas. A Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia em parceria com a empresa Planneta Educação lançou na sexta-feira, 27 de março, a plataforma “EducaOnline”, que traz conteúdos tanto para a Educação Infantil, quanto para o Ensino Fundamental. Todo o conteúdo é gratuito. Para acessar entre em www.educataboao.com.br/educa-online.

Semanalmente serão disponibilizadas atividades pedagógicas, lúdicas e interativas e que estão alinhadas às Competências e Habilidades do Currículo municipal. Na plataforma, estão agregadas também propostas dos parceiros educacionais Mind Lab e Fundação Lemann, como os jogos de raciocínio do Programa Mente Inovadora e atividades de matemática da Khan Academy.

De acordo com o secretário de Educação, Prof. João Medeiros, o objetivo destas atividades é impulsionar o desenvolvimento dos alunos e fortalecer a integração familiar. “Neste momento que estamos em casa como forma de combate ao coronavírus, a plataforma EducaOnline será uma aliada dos alunos e de seus familiares, pois traz atividades lúdicas e interativas para serem feitas juntos e sem restrição de idade”, explica.

Para a Educação Infantil são propostas atividades lúdicas, como brincadeiras, contação de histórias, cantigas de roda, desenhos e atividades manuais como dobraduras para que haja interação entre adultos e crianças. Para os alunos com 4 e 5 anos e para os que estão matriculados do 1º ao 5º Ano do Ensino Fundamental, são oferecidas atividades com jogos de raciocínio da Mind Lab para serem feitas em família. Para ambos não é preciso se cadastrar, basta acessar o EducaOnline.

Já a plataforma Khan Academy traz vídeo aulas, atividades e desafios de matemática, de ciência e engenharia, português, economia e até história da arte. Para conferir os conteúdos, é preciso se cadastrar gratuitamente na plataforma. As atividades podem ser acessadas pelo computador ou através do aplicativo “Khan Academy”, disponível para download gratuito na Google Play Store e na App Store – Apple.

Suspensão das Aulas

A Prefeitura de Taboão da Serra, seguindo as determinações do Governo de Estado de São Paulo, suspendeu, por tempo indeterminado, as aulas da rede municipal de ensino, como forma de evitar o avanço do coronavírus (COVID-19) na cidade. Durante o período quarenta não serão computadas faltas para os alunos da rede pública municipal e a reposição das aulas dependerá de recomendação do Ministério da Educação (MEC).

Desde o último dia 23 estão suspensas aulas e atividades escolares presenciais de todas as escolas da Rede Municipal de Ensino. Também foi feita a recomendação para que instituições particulares fizessem o mesmo. A suspensão ocorreu de forma gradual e de 16 a 20 de março as escolas funcionaram normalmente, mas como a recomendação de que os pais e familiares que pudessem ficar com as crianças em casa não as enviassem para a escola.

Texto Vera Sampaio e foto Ricardo Vaz / PMTS

© 2015-2020 Click Regional - Todos os direitos reservados. Site desenvolvido por OSN

logo site