Taboão da Serra

Entre janeiro e agosto 1.555 roubos foram registrados em Taboão da Serra

 
 
As ações de criminosos têm feito vítimas quase que diariamente em Taboão da Serra. Entre janeiro até o mês de agosto de 2021, os roubos somam 1.555, segundo dados da secretaria de Segurança do estado de São Paulo. Por enquanto o mês com maior incidência foi maio com 254 casos. Comparando ao mesmo período do ano passado, foram 1.388 roubos. Um aumento de 12%.
 
A Guarda Civil e Polícia Militar tentam frear as ações dos criminosos, efetuando prisões e até matando, quando os criminosos reagem. As câmeras de vídeomonitoramento também ajudam nas prisões e identificação dos veículos utilizados para praticar os roubos. "O governo Aprígio já inaugurou três bases da GCM, uma no Marabá, Parque Pinheiros e no Largo do Taboão. Além de entregar novas armas e viaturas", informou a Prefeitura. 
 
A responsabilidade da segurança pública do município é do governo do Estado de São Paulo feita pela polícia militar, cabe a GCM zelar pelo patrimônio municipal, atuando em conjunto com a PM. 
 
Prisões e morte
 
Entre segunda e terça, dias 4 e 5 de outubro duas ocorrências assustaram os moradores. Na madrugada de segunda, em uma rua entre Embu e Taboão criminosos fizeram arrastão em ao menos cinco vítimas. Mas, em rápida ação da Polícia, três criminosos foram presos e um morto.
 
Já na tarde de terça, um caminhoneiro atropelou um motoqueiro, que segundo o secretário-adjunto, tenente Dacal, é filho de um GCM de Taboão e fugiu sentido a avenida Eliseu de Almeida. Os policiais furaram os pneus do caminhão com disparos. O criminoso reagiu atingindo um policial e uma mulher grávida, que felizmente passam bem. O caminhoneiro foi preso.
 

© 2015-2021 Click Regional - Todos os direitos reservados. Site desenvolvido por OSN

logo site